domingo, 26 de junho de 2011

Seria Impossível Esquecer

Eu te amei muito.
Nunca disse, como você também não disse, mas acho que você soube.
Pena que as grandes e as cucas confusas não saibam amar.
Pena também que a gente se envergonhe de dizer, a gente não devia ter vergonha do que é bonito.
Penso sempre que um dia a gente vai se encontrar de novo, e que então tudo vai ser mais claro, que não vai mais haver medo nem coisas falsas.
Há uma porção de coisas minhas que você não sabe, e que precisaria saber para compreender (...)
São coisas difíceis de serem contadas, mais difíceis talvez de serem compreendidas — se um dia a gente se encontrar de novo, em amor, eu direi delas, caso contrário não será preciso.
Essas coisas não pedem resposta nem ressonância alguma em você: eu só queria que você soubesse do muito amor e ternura que eu tinha — e tenho — pra você.
Acho que é bom a gente saber que existe desse jeito em alguém, como você existe em mim.
(Caio F. Abreu)

Começo esse texto com um fragmento do Caio F. Abreu, que resume bem o que eu desejo nesse exato momento. Queria poder te dizer pessoalmente tudo que escrevo agora, gritar aos quatros cantos do mundo que você é minha medida certa, tudo que eu sempre quis,se você não existisse, eu te inventaria exatamente assim, com seu jeito que eu simplesmente amo, seu sorriso largo, olhos claros,abraço firme,suas perfeições e imperfeições que te tornam  único, e por mais que estejamos distantes, é em você que eu penso todos os dias. 

“Sinto uma falta absurda de você. Ficou um vazio que ninguém preenche. E penso e repenso e trepenso em você... ”
 (Caio F. Abreu)

Já fiz de tudo pra tirar de dentro de mim esse sentimento, mas é tão complicado, e eu não tenho domínio  do que eu sinto, não sei fazer meu coração gostar e desgostar, amar e desamar. Sei que pode até parecer piegas, mas já passei noites com o celular nas mãos, pensando em te ligar, mas na hora começo a ficar nervosa, a tremer dos pés a cabeça, o coração acelera e eu paraliso, com medo de falar bobagem sei lá, ouvir e saber de coisas que eu não estou preparada para ouvir. E justamente hoje, é um dia em que eu queria estar com você, conversar, te abraçar, te fazer carinho, rir e falar bobagens. Infelizmente isso não é possível, por isso me contento em te mandar uma mensagem no celular, desejando tudo de lindo e doce.

3 comentários:

Uilma Simões disse...

Se ouvivesse meu conselho...

PS.: Que lindo. Nunca te vi falando palavras de amor, assim, tão sinceras.

Binha Borges disse...

Pois é...
E eu nunca falei mesmo!
É estranho!

Uilma Simões disse...

Linda, linda.

Postar um comentário